Orkuticídio

Hoje, dia 30/09, sai do ar a primeira rede social que teve grande Impacto no Brasil, o Orkut. Nestes últimos 10 anos, o Orkut teve enorme importância na Internet brasileira e vida cultural de toda uma geração.

Comunidades pipocavam sobre os mais variados assuntos, úteis e inúteis. Músicas foram criadas sobre o tema, sites usavam as besteiras que os usuários postavam. Vários termos foram criados, como Orkuticidio (pessoas que saiam da rede), e Orkutizado (fenômeno que ocorre quando os usuários do orkut migram para outro site). Hoje, na sua data de morte, ele se transformou em um museu das suas comunidades.

Orkut vira um museu das suas comunidades

Orkut vira um museu das suas comunidades

Em 2004, quando surgiu, o site era apenas em inglês e funcionava como as redes sociais são hoje (conectar pessoas, conversas, etc.). Seu grande diferencial, talvez, eram as comunidades que funcionavam como fóruns de discussão de assuntos.

O site nasceu como um projeto paralelo do engenheiro Orkut Büyükkökten, turco que trabalhava no Google. A empresa incentiva que os funcionários usem uma parte do tempo de trabalho em projetos que não necessariamente tem haver com o trabalho do dia a dia mas podem se tornar algo concreto. E o Orkut foi um desses casos. A rede social sempre foi um site “beta”, ou seja, nunca esteve realmente pronto.

O enorme sucesso do Orkut se deve, em parte, ao fato que no começo apenas quem era convidado podia acessar e se conectar à rede social e isso gerava uma sensação que estavam participando de um clube.

Os dois grandes problemas do Orkut eram que não coibia os spans nas comunidades, mas principalmente o site não pegou nos EUA, ele era popular apenas aqui no Brasil e na Índia. As redes sociais que reinavam nos EUA na época eram o My Space e depois o Facebook (e continua dominando o mercado de lá e do mundo todo).

Como não era popular no principal mercado do mundo, o Google não deu a devida atenção ao site e o mercado brasileiro era uma grande oportunidade para quem queria entrar no setor. Um dos primeiros concorrentes a tentar se aproveitar foi o UOLkut, do UOL. Outros foram o Sonico, site argentino e o Twitter.

Mas quem conseguiu ultrapassar foi o Facebook, o feice. Demorou um pouco para ele conseguir ser a primeira rede social no país. Começou em 2008 quando criou uma versão para o português daqui. No ano seguinte, Mark Zuckerberg veio ao país e em 2011 abriu um escritório em São Paulo. Em 2012, Zuckerberg conseguiu superar o Orkut e tornar o Facebook o principal site de relacionamento do país.

Enquanto isso o Google criava uma nova rede social, o Google+. Mas o + não chega a ser uma rede social propriamente, é muito mais um sistema que abrange todos os serviços do Google (Gmail, YouTube, Google Drive, etc.) em um só guarda-chuva, um grande Gmail.

Mesmo com uma tendência de queda dos usuários e abandonado pelo dono, muita gente ainda usava o Orkut. Segundo o comScore, o número de usuários únicos ativos em julho/ 2014 do Orkut é de 5.5 milhões.

O Google não entendeu o que era o Orkut. Quis criar uma rede social e matou uma audiência gigantesca que tinha no Brasil. Uma pena que isso aconteceu, pois o Google podia aproveitar o grande diferencial do site que são suas comunidades que estimulavam discussões, úteis ou inúteis.

No Facebook, todos tentam mostrar algo que muitas vezes não são, uma vida artificial. Na rede de Zuckerberg, há um serviço de grupos que teoricamente funciona como uma comunidade, mas as postagens não contam com mesmo sistema e funciona basicamente como um feed de notícia do grupo. O Twitter é muito bom para saber o que está acontecendo no momento, sem muito espaço para diálogo.

Quem pode se beneficiar com isso é uma rede social russa, a VK que conta com cerca de 100 milhões de usuários no mundo e um sistema de comunidades parecido com o Orkut. Este ano a rede viu um crescimento de cerca de 2.000% do número de Brasileiros que acessam o serviço.

Anúncios

Sobre grcastanho

Fiz este blog para expor minhas idéias sobre os mais variados temas, mas principalmente Marketing, Política, Economia e Artes em geral.
Esse post foi publicado em GuiC e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s