Neymar, O Garoto-Propaganda

Neymar, o craque do momento e estrela da atual geração de jogadores, grande esperança de um País que receberá a Copa em 2014, também é craque em propaganda. São nada menos do que DEZ patrocinadores que o usam em suas campanhas: Nike, Panasonic, Lupo, Baruel, AmBev (Guaraná Antárctica), Santander, Claro, Unilever, VW e Baterias Heliar.

Neymar já dirigiu o Gol, já foi em busca da “Medalha de Ouro”, já fez par em conversa com Ronaldo, bebeu e dançou com o Guaraná Antárctica, entre vários outros. A maioria dos comerciais é ruim, sempre com alguma analogia cretina ao futebol. Das últimas, a melhor talvez seja da Panasonic.

Mas antes dessa enxurrada de anunciantes, Neymar fez um excelente comercial para Seara com Ganso e Robinho,  parodiando o clipe Single Ladies de Beyoncé.

Essa grande exposição do jogador vem trazendo algumas críticas. Por ser a grande esperança na Copa de 2014, Neymar é cobrado por fazer mais propaganda que treinar. Na Olimpíada e no Mundial de clubes no Japão, ele não rendeu na final o que esperavam.

A razão para tantos comerciais são duas: ele é carismático e tido como vencedor; para manter o jogador o Santos fez uma complicada engenharia financeira que parte do salário do jogador é paga pelo time do litoral paulista e a outra metade é paga por patrocinadores. Além disso, a carreira do jogador é cuidada pela agência 9ine, parceria entre Ronaldo e o Grupo WPP (através da rede Ogilvy).

Como é o ídolo do momento, Neymar é disputado a tapa pelas empresas. São dez empresas que usam Neymar em suas propagandas (pela Unilever ele foi usado para Rexona e Clear).

Mas toda essa superexposição na propaganda pode ser ruim para o jogador. Além do cansaço do público com esse bombardeio de Neymar, ele não traz nenhuma credibilidade para as marcas.  São tantas empresas que ele dá o aval que fica difícil do expectador lembrar-se das propagandas, principalmente porque os textos que ele decora são idênticos.

Outro ponto é a falta de permanência do jogador com uma marca da mesma categoria. Ano passado ele era patrocinado pela Nextel. No fim do contrato ele migrou instantaneamente para a Claro. Falta percepção por parte da equipe que cuida desses contratos em colocar o jogador em uma “quarentena” para não correr esse risco.

Mesmo com essa superexposição em patrocínios, Neymar ainda será muito visto por aqui, pelo menos até a Copa.

Mais aqui e aqui

Anúncios

Sobre grcastanho

Fiz este blog para expor minhas idéias sobre os mais variados temas, mas principalmente Marketing, Política, Economia e Artes em geral.
Esse post foi publicado em GuiC e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s