A França Vai Ao Oscar

No próximo dia 26/02 acontecerá a premiação do Oscar no Teatro Kodak em Los Angeles. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou os indicados ainda em Janeiro. Lideram a lista de indicados “A Invenção de Hugo Cabret” de Martin Scorsese (primeiro filme dele em 3D) com 11 indicações e “O Artista” do francês Michel Hazanavicius com 10 indicações.

Segue a lista de Melhor Filme:

  • MELHOR FILME

“Cavalo de guerra”
“O Artista”
“O homem que mudou o jogo”
“Os Descendentes”
“A Árvore da vida”
“Meia-noite em Paris”
“História cruzadas”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Tão forte e tão perto”

O grande favorito, segundo comentários dos críticos de cinema, é o “O Artista”, filme mudo que se passa nas décadas de 1920 e 1930. A história aborda George Valentin, um astro do cinema mudo que tem dificuldades para adaptar aos novos tempos, e se recusa a fazer filmes falados. Interpretado por Jean Dujardin, o personagem vai da fama à bancarrota.

“A invenção de Hugo Cabret” conta a história de um órfão que vive na estação de trem de Paris, onde guarda um robô quebrado. Um dia ele conhece uma garota que tem uma chave que pode ligar o robô. O robô volta então a funcionar, levando a dupla a tentar resolver um mistério.

De todos os indicados a todos os prêmios do Oscar, pelo menos 3 tem alguma relação com a França. “A invenção de Hugo Cabret” e “Meia-noite em Paris” se passam em Paris. O primeiro na década de 1930, e o segundo na época atual e na década de 1920 – o personagem principal viaja ao passado.

Já “O Artista” se passa em Hollywood, mas o diretor e o protagonista são franceses. Bérénice Bejo é argentina, mas tem nacionalidade francesa. “Meia-noite em Paris” tem também a participação de uma legião artistas franceses. Até Carla Bruni participa do filme.

Na disputa de melhor filme de animação  “Um Gato em Paris” é outro a mostrar a “invasão francesa”.

É difícil afirmar quem será o grande vencedor do Oscar deste ano. Se for levar em conta o resultado do Globo de Ouro desse ano, os favoritos são “O Artista” e “Os Descendentes”. “O Artista” sai na frente, mas pode haver uma resistência da Academia em premiar um filme francês com tantos Oscars.

Quem deveria ganhar o Oscar de melhor filme é o filme de Allen, “Meia-noite em Paris”. O filme faz uma crítica velada aos dias de hoje. Muitos estão descontentes com o presente e preferem o passado áureo, ao invés de ao menos tentar mudar o presente/futuro.

Provavelmente ele não será o vencedor. Eu chuto “O Artista”, com possibilidade de “A invenção de Hugo Cabret”, “História cruzadas”  ou até “A Árvore da vida” de surpreender.

Direção está embolado também. Acho que Woody Allen deveria ganhar, mas o vencedor está entre Martin Scorsese e Michel Hazanavicius. Talvez Allen tenha chance se considerar o conjunto da obra – se bem que ele já ganhou três Oscars (um por direção e dois pelo roteiro), mas foi há muito tempo.

Melhor ator está entre George Clooney e Jean Dujardin. Eu não descartaria Gary Oldman, que se reinventa a cada papel. Melhor atriz será fatalmente para Meryl Streep – muito difícil ela perder esse. Melhor ator coadjuvante não arrisco. Melhor atriz coadjuvante está entre Bérénice Bejo, Octavia Spencer e Jessica Chastain.

Anúncios

Sobre grcastanho

Fiz este blog para expor minhas idéias sobre os mais variados temas, mas principalmente Marketing, Política, Economia e Artes em geral.
Esse post foi publicado em GuiC e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s