Brasil tem apenas 6,4 milhões de lares com TV por assinatura

Via m&m online:

A TV por assinatura já chegou a 6,4 milhões de lares brasileiros e a indústria de TV paga faturou R$ 2,5 bilhões, incluindo as receitas publicitárias. Os dados, referentes ao primeiro trimestre de 2009, foram nesta quarta-feira, 24, divulgados pela Associação Brasileira de TV por Assinatura (Abta) em conjunto com o Sindicato das Empresas de TV por Assinatura (Seta).

vintage-tv-set-thumb5619628

Houve também um crescimento da base de clientes usuários dos serviços de internet banda larga oferecidos pelas operadoras de TV paga. No primeiro semestre foram 2,8 milhões de domicílios com Internet.

Apesar de números de crescimento, o número de casas com TV a cabo (ou via satélite) proporcional à população é baixo. Segundo estudo da ABTA,  publicado pela Mídia Fatos, e realizado pela ZenithOptiMedia em 2007, a Argentina tinha naquele ano, em números absolutos, 6.030.000 de assinantes de TV por assinatura, com 63% de penetração nos domicílios com TV (total de lares com TV, que soma TV aberta e TV por assinatura). O Uruguai tinha em 2007, 480mil assinantes, o que equivale à 49% de penetração no número de casas com TVs. Na Colômbia, eram 5.822 milhões de lares com TV a cabo em 2007, o que representa 75% (!) de penetração nos domicílios com TV no naquele país.

Já no Brasil, em 2007 eram 3.993 milhões de lares com o serviço, o que equivale à apenas 8% do total de domicílios com TV que é de 48.109 milhões. É humilhante isso. Perdemos para países, tanto em números absolutos e proporcionalmente, para países que tem uma economia menor que a nossa. Só para se ter uma idéia, a Argentina é menor que a economia de São Paulo, e a economia paulista representa 39% da economia do país. Ok, pode se dizer que os números mencionados na pesquisa são de 2007, portanto de dois anos atrás. Mas mesmo assim é humilhante.

É por isso que ultimamente apanhamos tanto dos argentinos em comerciais (Film) em Cannes. Como é muito pequeno o número de assinantes, não há a possibilidade de segmentar  muito a comunicação, aliando à “varejização” da comunicação – houve desde 2003 um peso maior dos setores do varejo no mercado de propaganda, vide Casas Bahia que é o maior anunciante do Brasil.

Mas qual a razão por um mercado de TV por assinatura tão pequeno?

São basicamente três: impostos, renda da população, e, principalmente, MONOPÓLIO. O setor, por ser um serviço, paga muito imposto. A população de baixa renda vem ganhando importância na economia, mas apesar de crescer ainda não da para ter esse luxo, pois é caro. No que se refere à monopólio, “apenas” 73% do mercado pertencem à Sky e Net, que são empresas das Organizações Globo. Por essa razão que a Abril irá fechar seus canais.

Entretanto devemos encarar esses números como uma oportunidade, existem ainda 92% de mercado para se conquistar. Se os argentinos conseguiram 63%, porque nós não podemos conseguir 70%?

Anúncios

Sobre grcastanho

Fiz este blog para expor minhas idéias sobre os mais variados temas, mas principalmente Marketing, Política, Economia e Artes em geral.
Esse post foi publicado em GuiC e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Brasil tem apenas 6,4 milhões de lares com TV por assinatura

  1. Pingback: TV Paga Não Aproveita Crescimento da Classe C « GuiC

  2. Pingback: TV Paga Cresce, Mas Poderia Ser Maior « GuiC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s