A Reinvenção da GM

A General Motors entrou nessa segunda, dia 01/06, com um pedido de concordata da justiça dos EUA. Anterior número 1 do mundo em produção e em vendas, a GM acumulou erros imperdoáveis nos últimos 5 anos. O Principal deles foi não ter visto que a tendência de carros mais econômicos e verdes – leia-se carros abastecidos com combustíveis alternativos como o álcool, elétricos e híbridos.

gm-logo2

Mas os problemas da empresa eram bem maiores. Nos EUA, a GM controlava 8 marcas, algumas concorriam entre si – Pontiac concorria com Chevrolet. Uma enorme rede de concessionários, que também concorriam entre si. Investir fortemente em utilitários esportivos em detrimento dos carros – nos EUA o mercado de carros é dominado pelas asiáticas, principalmente Toyota e Honda. Sem falar nos altíssimos custos de produção nos EUA e Europa. Investiu em carros errados, desaprendeu a ouvir seus consumidores. Insistiu no Hummer, mesmo com a subida nos preços da gasolina.

Agora a GM luta contra a falência. A companhia que segundo o Guardian foi o símbolo do século americano, esta em um momento chave em sua história. Ou muda de vez ou então fecha. Não basta somente demitir empregados mundo a fora, fechar fábricas, vender marcas. É preciso recomeçar. Mudar o modo de pensar dos executivos já viciados, e apostar em novos nomes (fazer o que a Ford fez, trocando um herdeiro de Hery Ford, e colocando em seu lugar o ex-CEO da Boing, Alan Mulalluy).

O engraçado é que a GM sempre teve a solução em suas subsidiárias. Quando os preços do petroleo se elevaram, o consumidor americano começou a dar mais valor à carros pequenos e que gastam menos combustível, a empresa poderia por exemplo importar da Opel na Europa (os fabricados aqui não daria, pois no Brasil a empresa ainda usa o mesmo motor que equipava o finado Monza e o padrão de segurança e conforto de carros nos EUA é bem maior que o nosso) carros como o Astra, Zafira, Meriva, ou até mesmo modelos menores como o Corsa e o Agila. Além disso, a Opel  tem um interessante programa de diminuição do consumo, visando não somente a economia, mas também a diminuição nos poluentes. Após um período de adaptação em suas fábricas, a GM produziria esses veículos nos EUA (como a Ford planeja fazer com o Fiesta a partir de 2010). Mas não, insistiram nos mesmos horríveis de carros de sempre. Se a GM começasse a importasse os carros da Europa em 2005 (ano da explosão dos preços da gasolina e do começo do fim da empresa) poderia aprender a fazer carros pequenos para os americanos, e assim poderia escapar da concordata.

buick-lacrosse-cxs-01

Uma das soluções, por incrível que pareça, esta no Brasil. O país abriga uma das melhores (se não a melhor) fábricas do grupo instaladas em Gravataí, que fabrica o Celta e o Prisma. O complexo de Gravataí consiste em 17 fábricas separadas, das quais 16 são ocupadas por fornecedores de peças (chamados de sistemistas), entre os quais Continental, Sogefi, Valeo e AVM Suspensões. Eles são responsáveis por adquirir e juntar diversas peças e entregar para a GM módulos completos para a montagem dos carros.

Mas a GM já começou o período de concordata bem. Anunciou um pouco antes da entrada em concordata, a venda da Opel para fabricante de peças Magna, e na semana passada já acordou a venda da Hummer e Satur.

Logo na segunda passada, fez um comercial explicando a concordata. No filme, a GM explica que “havia um tempo em que ter oito marcas fazia sentido. Hoje não faz mais. Havia um tempo em que nossa estrutura de custo podia competir mundo afora. Hoje não pode mais. A reinvenção é a única forma de consertar isso. E nós consertaremos”. As marcas que restaram nos EUA serão: Chevrolet, Buick, GMC e Cadilac. A companhia disponibilizou também um site, gmreinvention.com onde explica com mais detalhes o processo de recuperação, e também mantém um canal com o público para esclarecer eventuais dívidas.

Anúncios

Sobre grcastanho

Fiz este blog para expor minhas idéias sobre os mais variados temas, mas principalmente Marketing, Política, Economia e Artes em geral.
Esse post foi publicado em GuiC e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A Reinvenção da GM

  1. Pingback: Citroën Faz 90 Anos; Chrysler Constrói Uma Nova Empresa « GuiC

  2. Pingback: A Ressurreição da GM « GuiC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s